Arrependimentos #1

Olá. Um olá muito especial às mães “à espera”, que tem de pensar tantas coisas para esse pequeno ser (ou pequenos caso sejam gémeos), e olhem que não é fácil. A escolha que fazemos é sempre carregada de carinho e muita dedicação, mas no caso das mães de primeira viagem, facilmente podemos cair em erros ou simplesmente em escolhas que não batem certo com aquilo que esperávamos. Continuar a ler

Yoga time

Nem só de maternidade se está a resumir a minha vida (tirando as primeiras semanas com o babyG em que tudo se passava no quarto e montámos um pequena zona de guerra, com fraldas, bomba de leite e outros acessórios, nunca esquecendo as toneladas de comida, sim porque desde que fui mãe virei uma glutona! A sério mesmo, não tenho estômago, tenho uma dispensa. Mas passando isso à frente, vamos a algo sobre bem estar. Continuar a ler

O poder do leite

Se foram das que como eu fez o curso de preparação para o parto e todo o acompanhamento no centre de saúde, onde sempre me referiram a importância do aleitamento materno. Não é que fosse necessário já que sei perfeitamente a importância que o leite materno tem para a vida de um recém-nascido, e mesmo para a saúde da mãe. Por isso mesmo sempre tive claro que gostaria e faria de tudo para dar “o meu leite” ao meu filho, mas o leite materno está envolto em muitos mitos e fábulas, que existem até aos dias de hoje. Continuar a ler

De volta e de coração cheio

Olá! Um olá imenso porque já não passo por aqui há imenso tempo, há tanto que até parece que já nem sei escrever e pensar direito. O último mês foi vivido a 1000%. Tudo tão diferente, tão absorvedor que o dia e a noite passaram a ser quase iguais devido às novas rotinas, as refeições é por turno e sem nenhum horário. Tirando o tempo, descobri também que todas as frases feitas, fazem TODO o sentido: é o maior amor do mundo, viver com o coração fora do peito, não há dor quando olhas para um filho, o ver nascer um filho é algo mágico e indescritível, etc etc. É tudo verdade, e muito mais!! É impossível explicar como um ser tão pequeno pode nos cativar e mudar a vida por completo. Continuar a ler

A reta (quase final)

img_5555Parece que foi na semana passada que descobri que estava grávida, que vinha ai um novo membro da família, um ser humano para chamar meu filho, meu bebé, meu pequeno mundo. Posso dizer que a minha gravidez foi santa, com alguns pequenos ajustes devido a tantas alterações que o corpo de uma mulher tem de passar para que este pequeno milagre aconteça.
Continuar a ler

A mala/saco do bebé

365def83914e864818136bd7b47efdfaUm dos tópicos que pouco encontrei na Internet, é o saco alternativo ao tradicional “saco das fraldas” para o bebé. O mais comum e fácil de encontrar é o tradicional saco com alças para o transporte de tudo aquilo que o bebé necessita quando está fora de casa, e daquilo que sei é: fraldas, toalhetes, manta/fralda de pano, cremes/loções, chapéu/gorro, uma ou duas mudas de roupa, casaco, etc.
Continuar a ler